Esportes

Corinthians se irrita com cláusulas da Nike e pretende ouvir Adidas

O Corinthians ficou insatisfeito com a transição "Nike-Centauro" no Brasil. Recentemente, o Grupo SBF, dono da loja de esportes Centauro, comprou as operações da marca esportiva Nike no Brasil por R$ 900 milhões. Segundo apurou o UOL Esporte, a cúpula alvinegra está descontente com algumas cláusulas do contrato com a Nike e pretende ouvir sua principal concorrente, a Adidas.

A reportagem ainda apurou que a Adidas procurou o Corinthians, que não descarta trocar a fornecedora de material esportivo.

Relacionadas

Corinthians troca previsão de déficit de R$ 21,3 milhões por R$ 40 mi no azul

Vídeo mostra agressão de torcedores do São Paulo a corintianos no metrô

Posse de Bola: Diniz e Nunes entram pressionados em semana de clássico

A diretoria do Corinthians acionou o seu departamento jurídico e garante que a Nike não poderia repassar o seu contrato com o clube paulista para outra empresa. Essa é uma das cláusulas que causa insatisfação no Timão.

A empresa americana restringiu seus trabalhos no Brasil. Hoje, além do Corinthians, apenas o Red Bull Bragantino utiliza a empresa como patrocinador do material esportivo entre os clubes da Série A. Neste ano, o Internacional trocou a Nike pela Adidas.

A Nike é a empresa responsável por fornecer o material esportivo do Corinthians desde 2003. O vínculo com o clube de Parque São Jorge tem duração até 2029.

O acordo entre Nike e Centauro prevê exclusividade do uso da marca no país por 10 anos. A transição deve ser concluída em meados do ano e está sujeita a aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). Além do Grupo SBF, a norte-americana também fechou acordo com o Grupo Axo, que assumirá as operações da empresa na Argentina, Chile e Uruguai.