Esportes

Cilada | Maradona precisa impedir título do Boca para salvar time que treina

Restam três rodadas para o fim do Campeonato Argentino, e a tabela deve fazer com que o amor entre Diego Maradona e Boca Juniors seja testado em momentos dramáticos. Afinal, o agora técnico precisa vencer o clube do coração para salvar o Gimnasia do rebaixamento, mas essa vitória pode tirar o título da Superliga do alcance do Boca e dá-lo ao arquirrival River Plate.

Para entender o roteiro é preciso começar pelas contas complexas que envolvem a luta contra o rebaixamento. Segundo o regulamento do Campeonato Argentino, três equipes cairão para a Segunda Divisão, de acordo com o "Promédio". Ou seja, um índice baseado na média de pontos por partidas das três últimas edições do torneio nacional.

No momento, cinco times disputam as duas vagas para sobreviver na elite argentina: Patronato, Colón, Central Córdoba, Aldosivi e o próprio Gimnasia, que tem a situação mais crítica de todas. A equipe de Maradona precisa de uma combinação de resultados improvável para sobreviver: os outros quatro concorrentes precisam ficar limitados a uma vitória nas três últimas rodadas.

Esse drama todo começa para valer hoje (21), às 19h (de Brasília), quando o Aldosivi visita o Banfield, e se estende para o duelo das 21h10 entre Argentinos Juniors — clube que revelou Maradona — e Patronato. Qualquer vitória de um dos visitantes aumenta bastante as chances de rebaixamento do Gimnasia, que pega o Independiente às 19h40 de amanhã. Os outros embates que influenciam o destino da equipe de Maradona são Newell's Old Boys x Colón, também amanhã, e Unión de Santa Fé x Central Córdoba, no domingo.

Comparando os cinco jogos mais recentes de cada um desses cinco clubes, apenas o Colón teve desempenho pior do que o Gimnasia, que, assim como o Patronato, soma três empates, uma vitória e uma derrota. A sorte dos comandados de Maradona é que não há nenhum confronto direto entre as equipes até o fim da Superliga e que alguns rivais, como Colón e Central Córdoba, terão compromissos contra os grandes do país.

Só que, mesmo que todos os concorrentes fiquem sem vencer, o Gimnasia ainda precisa vencer pelo menos uma partida. E o jogo decisivo para a salvação pode acontecer na última rodada, justamente contra o Boca Juniors, em La Bombonera. A previsão é que o embate aconteça em 8 de março, ainda sem horário definido.

Corrida acirrada pelo título pode parar em jogo extra

River Plate enfileira cinco vitórias seguidas e tem três pontos à frente do Boca Juniors - Gabriel Sanchez/Anadolu Agency via Getty Images
River Plate enfileira cinco vitórias seguidas e tem três pontos à frente do Boca Juniors
Imagem: Gabriel Sanchez/Anadolu Agency via Getty Images

Depois de todo esse labirinto para explicar como Maradona pode salvar o Gimnasia, chegamos à briga pelo título da Superliga. O Boca é o vice-líder do torneio, com três pontos a menos do que o arquirrival River Plate. Ambos também têm mais três jogos para disputar e a disputa pode só terminar na última rodada.

Ou seja, se o Boca precisar vencer para continuar sonhando com o título argentino, terá de castigar o desesperado Gimnasia do eterno ídolo Maradona, dono do mais famoso camarote da pulsante Bombonera. Por outro lado, se o Gimnasia já chegar rebaixado à rodada final, Maradona provavelmente não vai ficar triste se perder e conseguir ver o time do coração alcançar o River.

A disputa pelo título é mais simples do que o sistema do rebaixamento no Campeonato Argentino, mas também foge do que é comum para os brasileiros. Isso porque, em caso de empate de pontos, mesmo que haja vantagem em saldo de gols ou outro critério usado normalmente para desempate, a primeira colocação será decidida em um jogo extra em campo neutro.

Cinco times ainda têm chances de título na Superliga. O River tem 42 pontos, contra 39 do Boca, 35 do Argentinos Juniors, 34 do Lanús e 33 do Rosário Central. Se a distância atual for mantida ao fim da rodada do fim de semana, restarão apenas River e Boca na disputa.

Veja os confrontos de cada um dos concorrentes ao título argentino:

River Plate:
Estudiantes (F) - 21h45 de domingo
Defensa y Justicia (C) - 1º de março
Tucumán (F) - 8 de março

Boca Juniors:
Godoy Cruz (C) - 19h40 de domingo
Colón (F) - 1º de março
Gimnasia (C) - 8 de março

Argentinos Juniors:
Patronato (C) - 21h10 de hoje
Vélez Sarsfield (F) - 1º de março
Rosário Central (C) - 8 de março

Lanús:
Tucumán (F) - 21h50 de amanhã
Estudiantes (C) - 1º de março
San Lorenzo (F) - 8 de março

Rosário Central:
Defensa y Justicia (F) - 19h40 de segunda-feira
Arsenal de Sarandí (C) - 1º de março
Argentinso Juniors (F) - 8 de março