Esportes

Cerca de US$ 1,3 milhão | Independiente cobra Inter por dívida em transferência de Cuesta

O Internacional está sendo cobrado de novo por dívida na operação envolvendo Victor Cuesta, contratado no início de 2017. O Independiente-ARG enviou outra notificação à Fifa e agora pede prazo formal de quitação de cerca de 1,3 milhão de dólares (R$ 5,6 milhões na cotação atual). O caso já havia sido repassado à entidade em outubro do ano passado.

A informação foi publicada pelo diário Olé, da Argentina. Segundo o jornal, a carta do Independiente foi entregue aos dirigentes da Fifa na quarta-feira (19).

Hugo Moyano, presidente do clube da grande Buenos Aires, é o mais empenhado em buscar a quitação da dívida. O valor devido pelo Inter é relativo a cláusula de obrigatoriedade de compra da outra metade dos direitos econômicos de Cuesta.

Em 2017, o Inter adquiriu 50% dos direitos do zagueiro por cerca de 1,5 milhão de dólares parcelados. O contrato entre os clubes previa compra da outra metade até 2019 e a operação foi realizada, mas o pagamento da nova fatia dos direitos ficou incompleto.

No final do ano passado, a direção do Internacional reconheceu publicamente a dívida e afirmou que procuraria o Independente-ARG para fazer acordo extrajudicial. Os dirigentes argentinos afirmam que não houve acerto e nem quitação.

Aos 31 anos, Cuesta foi eleito melhor zagueiro do Campeonato Brasileiro de 2018 e no ano passado renovou contrato até o final de 2022.