Esportes

Botafogo age rápido e define Paulo Autuori como substituto de Valentim

Paulo Autuori é o novo técnico do Botafogo. Após demitir Alberto Valentim no último domingo, quando sofreu derrota acachapante para o Fluminense, o clube agiu rápido e definiu a troca no comando com um intervalo de aproximadamente 48h. A informação foi inicialmente divulgada pelo Lance.

Apesar da rápida definição, o Botafogo viveu momentos intensos. Muitos treinadores foram oferecidos e alguns outros sondados pelo clube. O comitê de futebol se reuniu em diversas oportunidades e debateu o perfil do novo profissional.

Relacionadas

Com período sem jogos, Botafogo busca técnico por 'recomeço' de temporada

Honda encontra Jesus em condomínio e pode ser vizinho de técnico do Fla

Alberto Valentim é demitido do Botafogo após derrota em clássico para o Flu

Devido à falta de grana, uma coisa ficou logo clara. O Botafogo não teria condições de pagar um salário muito alto e foi estabelecido um teto de R$ 200 mil. Essa decisão já descarta uma grande quantidade de profissionais.

Além disso, o Botafogo queria alguém que pudesse fazer o clube reviver os grandes momentos. Alguém que conheça a história do clube, que trouxesse identificação. Foi nesse sentido que o nome de Autuori ganhou força.

Mesmo tendo sondado a situação de Rodrigo Santana, com passagem pelo Atlético-MG, e Cuca, o preferido da torcida, que não está disponível, o Botafogo viu em Autuori o casamento perfeito.

Caso Autuori não tivesse o interesse, o Botafogo estava decidido a apostar em Bruno Lazaroni, auxiliar permanente do clube e que tem sido trabalhado para assumir o time em algum momento, como ocorreu com Jair Ventura, Felipe Conceição e Eduardo Barroca.

Paulo Autuori terá uma intertemporada pela frente. É que o Botafogo só volta aos gramados no dia primeiro de fevereiro, contra o Boavista, na primeira rodada da Taça Rio. O duelo deverá ser também o da estreia de Honda.