Esportes

Após vitória, Odair pede ingressos mais baratos: "Torcedor paga contas"

O Fluminense venceu a Portuguesa por 2 a 0 no Maracanã nesta quinta-feira (23) e se manteve invicto no Campeonato Carioca. Em dois jogos sob o comando de Odair Hellmann, o Tricolor conquistou duas vitórias. Em boa fase, o treinador aproveitou para pedir ingressos mais baratos para a torcida, que levou pouco mais de 10 mil pessoas na estreia em seu estádio em 2020. A entrada, para não-sócios, custava R$ 40. Já os sócios-torcedores poderiam até entrar de graça, a depender do plano que possuem.

"Muito feliz. Fiz 43 anos ontem e hoje vim estrear no Maracanã como treinador, me lembrou aquela estreia lá atrás, como jogador. A torcida, né, é final do mês, torcedor paga contas. Mas o torcedor que veio nos ajudou muito. É uma característica da nossa torcida. Essa simbiose ela vai acontecendo também gradativamente, com a evolução da equipe. Se puder botar o preço mais barato também ajuda, né? (risos). E hoje teve chuva, algumas dificuldades para vir ao Maracanã. Importante é que o torcedor que ficou em casa nos enviou muitas vibrações positivas e o que veio nos apoiou muito", declarou o técnico em entrevista coletiva após a vitória.

Sobre o jogo dentro das quatro linhas, Odair viu um Flu distinto nos dois tempos. Para o técnico, a equipe evoluiu na segunda etapa por aparecer mais para o jogo.

"Os tempos foram distintos, até a parada técnica sentimos o ritmo, estávamos mais lentos, dentro de normalidade para quem está em pré-temporada. Mas cabe ressaltar o adversário, equipe entrosada, que pressiona, criou dificuldades. No segundo tempo, a gente visualizou que nosso jogo precisava com características de aparecer, para que a bola rodasse", disse.

Apesar de elogiar a performance do jovem Miguel, de 16 anos, o treinador evitou destacá-lo individualmente. Hellmann preferiu ressaltar a força coletiva do Flu, pedindo calma para as análises da joia de Xerém.

"Miguel entrou bem, não gosto de personificar vitória ou derrota em um nome, quem venceu foi o grupo. Miguel, Pablo, Igor entraram muito bem. É um menino de muito talento, 16 anos, talentoso, ainda processo de transformação física. Tomar cuidado porque o jogo é técnico, mas ele tem imposição física também. Que bom que está conseguindo passar por esse processo já amadurecendo, principalmente físico. O que tenho conversado com ele é que faça o processo gradativo, com calma, no que puder vou ajudar. Mais um talento da escola de Xerém. Mas vamos com calma".

E mesmo com o bom início no Fluminense, Odair Hellmann manteve os pés no chão, lembrando que a equipe ainda tem muito a corrigir.

"Futebol se corrige ganhando. Vamos corrigir, temos a evoluir aspectos táticos, físicos. Agora teremos jogadores liberados para encorpar. Em um contexto geral, merecemos a vitória. Soubemos passar por dificuldades, isso é aprendizado. Placar poderia ser mais elástico. Nós sentimos o ritmo, jogadores adversários pareciam mais ágeis. Estamos construindo uma equipe, perdemos muitos jogadores do ano passado para cá. Muitos jogadores ainda não puderam estrear. Vão acontecer muitas coisas ainda. Seja no aspecto tático ou técnico. Tem 10 ou 11 jogadores que vão encorpar, mas conseguimos oportunizar outros jogadores. Tem muito caminho pela frente ainda. Mesmo passando por esse processo, estamos vencendo. Isso gera confiança", opinou.