Esportes

Além de mérito por virada, Odair vê problemas no Flu: "Precisamos corrigir"

Classificação e Jogos

A vitória por 4 a 2 sobre o Moto Club na Copa do Brasil esteve longe de ser motivo de comemoração para o Fluminense. A classificação no mata-mata nacional foi muito mais um alívio do que qualquer outra coisa para o Tricolor, pressionado após eliminação na Copa Sul-Americana. O início ruim de jogo, quando chegou a estar perdendo por 2 a 0, foi criticado por Odair Hellmann em sua coletiva após a partida. O técnico afirmou que a equipe treinou situações que acabou errando, e precisa corrigir esses problemas para o futuro.

"Mostramos na preleção as características deles, uma dessas era a bola longa, outra era a cobrança de escanteio no primeiro pau. Temos consciência de que erramos em coisas que treinamos. Sabíamos que isso poderia acontecer. Nós precisamos corrigir isso. Não podemos entrar em um jogo e dar essa possibilidade ao adversário, tendo estudado isso".

Ao analisar a partida, o treinador ponderou os méritos da equipe em não se precipitar para virar o jogo. Ao fim, Odair viu merecimento na classificação do Flu.

"Iniciar o jogo perdendo de 2 a 0 pode comprometer a vitória, a classificação. Depois do segundo gol, a equipe se estabilizou e teve méritos de não entrar em desespero ou fazer gol de qualquer custo. Eles baixaram a linha de marcação em um campo alto, não dava para acelerar sempre. Depois de um tempo fizemos isso e por isso vencemos por 4 a 2 e fomos merecedores da classificação".

A opção por atuar com Ganso e Nenê, com o camisa 10 como segundo volante, também foi destacada. Diferente de outras vezes, Hellmann afirmou que essa é uma variação que será bastante utilizada.

"É uma variação que nós temos. O time não pode ter só uma forma de jogar. A gente visualiza sempre o próximo jogo. A princípio permanecemos com um meia de ligação. A gente vai usar os dois sempre para potencializar a qualidade que os dois tem. Dentro dos jogos ou em algum jogo específico, vamos usar. Mas a ideia segue jogando com um meia só. Não tem nada definitivo. Se isso nos mostrar na sequência que podemos mudar, ser agressivo ofensiva e defensivamente, vamos usar inicialmente também".

Destaque do jogo com dois gols e um passe para outro, Nenê foi elogiado pelo treinador, que exaltou a força do grupo e os substitutos. Ganso fez boa partida, e Marcos Paulo fechou o placar com passe de Yago.

Relacionadas

Wellington cobra Flu por levar gols no início: 'Não pode entrar desligado'

Flu joga mal, mas vence o Moto Club e se classifica na Copa do Brasil

Números apontam Nino e Digão como zaga "ideal" do Flu apesar de críticas

"O Nenê é um atleta de biotipo privilegiado, que tem um comportamento como atleta diferenciado. Juntando as duas coisas, facilita para que ele tenha longevidade com qualidade, movimentação e intensidade. Feliz por ele, mas sempre puxo o individual para o grupo. Hoje o Ganso entrou muito bem. Não é fácil entrar com 2 a 0 no placar. Marcos Paulo e Yago entraram bem também. É nisso que acredito: um grupo preparado e forte. Não vamos seguir uma caminhada segura sem grupo. Conto, exalto e trabalho com o grupo, e isso potencializa as individualidades", opinou.

O Fluminense volta a campo no domingo (1), às 16h, no Maracanã, para enfrentar o Madureira. Pela Copa do Brasil, o Tricolor joga na quarta-feira (4), contra o Botafogo-PB, pela segunda fase da competição.