Esportes

Aberto da Austrália | Thiem bate Nadal e abre caminho para Djokovic voltar ao topo

Três tie-breaks, ralis de tirar o fôlego e margens mínimas para oscilar. O número 1 do mundo, Rafael Nadal, e Dominic Thiem (#5) fizeram um jogão na Rod Laver Arena, nesta quarta-feira, em busca de uma vaga nas semifinais do Australian Open. Com uma atuação impecável, o austríaco de 26 derrubou o veterano por 7/6(3), 7/6(4), 4/6 e 7/6(6), em 4h10min de jogo e se colocou entre os quatro melhores em Melbourne pela primeira vez na carreira.

Ainda visto por muitos como "apenas" um especialista no saibro por causa de suas duas finais em Roland Garros (foi vice em 2018 e 2019), Thiem venceu os últimos confrontos em quadra dura contra Nadal, Novak Djokovic e Roger Federer, já que superou sérvio e suíço no ATP Finals do ano passado.

Nas semifinais do Australian Open, Thiem vai encarar o "estreante" Alexander Zverev (#7), que está pela primeira vez entre os quatro melhores em um slam. O alemão de 22 anos conquistou sua vaga ao derrotar, de virada, o suíço Stan Wawrinka (#15) por 1/6, 6/3, 6/4 e 6/2. Thiem e Zverev já duelaram oito vezes, e o austríaco venceu seis encontros - inclusive os últimos dois em quadra dura.

Como aconteceu

O set inicial foi parelho e em altíssimo nível desde o primeiro game. As chances de quebra foram raras. Nadal teve a primeira vantagem, aproveitando dois erros não forçados do rival para conseguir uma quebra no oitavo game. O espanhol abriu 5/3 e sacou para o set, mas mas não conseguiu converter um set point e acabou quebrado com um winner de devolução de Thiem. A parcial foi para o tie-break, e o austríaco foi impecável. Enquanto Nadal cometeu dois erros não forçados, Thiem distribuiu winners e fechou o game com uma direita indefensável para fazer 7//6(3).

O segundo set não foi tão diferente assim do primeiro. Nadal saiu na frente graças a um breve momento de instabilidade de Thiem, que cometeu duas duplas faltas no quinto game. Entretanto, com Nadal sacando em 4/3, Thiem fez um game enorme e devolveu a quebra. O espanhol ainda salvou um set point para forçar o tie-break, mas Thiem continuava sendo o tenista mais seguro em quadra. O número 1 do mundo lutou para sair de 0/4 para 4/4 no tie-break, mas o austríaco foi superior novamente nos pontos mais importantes. Com 4/5, Nadal tentou uma curtinha, mas Thiem chegou e fez uma bola vencedora. No ponto seguinte, uma passada do #5 fez 7/6(4).

No terceiro set, o equilíbrio continuou, e os dois tenistas chegaram ao décimo game sem uma chance de quebra sequer. Com uma postura agressiva nas devoluções, Nadal jogou belos pontos e conseguiu dois set points. Thiem se salvou do primeiro com um bom saque, mas mandou uma esquerda na rede na sequência para ceder a quebra e o set: 6/4.

O começo do quarto set foi crucial para o austríaco. Dominic jogou três pontos perfeitos para salvar um trio de break points logo no segundo game. A sequência mudou o momento do jogo. Thiem aproveitou o embalo, quebrou Nadal no game seguinte e passou a jogar mais e mais à vontade. O austríaco vinha sacando ainda melhor do que nas parciais anteriores, mas vacilou quando tinha 5/4. Cometeu uma dupla falta e mais três erros não forçados de direita para ceder a quebra e a igualdade.

Mais um tie-break foi necessário, e Thiem foi superior mais uma vez, mas não sem uma dose de drama. Sacando com um match point em 6/4, o austríaco errou uma direita fácil e, em seguida, Nadal salvou o segundo match point com o auxílio do replay. Thiem, contudo, chegou a mais um match point com uma passada de esquerda que tocou na fita. Na sequência, um erro de Nadal selou a fatura.

Djokovic mais perto do número 1

Com a queda de Nadal, Novak Djokovic, atual número 2 do mundo, pode sair de Melbourne como líder do ranking outra vez. O sérvio agora só depende de seus resultados e retornará ao topo se for campeão.

Halep e Muguruza completam as semis femininas

As semifinais femininas, que serão disputadas nesta quinta-feira, ficaram completas com a sessão diurna de hoje. Primeiro, Simona Halep (#3) voltou a desfilar seu tênis consistente e não deu chances para a estoniana Annet Kontaveit (#31): 6/1 e 6/1 em apenas 53 minutos. A campanha já garante que a romena terminará o Australian Open na vice-liderança do ranking, ultrapassando a atual número 2, Karolina Pliskova.

Vice-campeã em Melbourne em 2018, Halep vai tentar voltar à final em um duelo com a também ex-número 1 do mundo Garbiñe Muguruza. A espanhola (#32), que não é cabeça de chave em um slam pela primeira vez desde 2014, avançou ao superar Anastasia Pavlyuchenkova (#30) em dois sets: 7/5 e 6/3. Muguruza venceu apenas nove pontos no primeiro set de sua estreia no torneio, contra a qualifier americana Shelby Rogers, mas desde então encontrou um belo ritmo e somou vitórias grandes sobre as top 10 Elina Svitolina e Kiki Bertens antes de encontrar Pavlyuchenkova.

A outra semifinal, definida ontem, será entre a atual número 1, a australiana Ashleigh Barty, e a americana Sofia Kenin (#15).

Torne-se um apoiador do blog e tenha acesso a conteúdo exclusivo (posts, podcasts e newsletters semanais) e promoções imperdíveis.

Acompanhe o Saque e Voleio no Twitter, no Facebook e no Instagram.