Entretenimento

Valeriana: Para que Serve, 7 Benefícios e Como tomar

Valeriana: Para que Serve, 7 Benefícios e Como tomar

A valeriana (nome científico Valeriana Officinalis) é uma planta conhecida por seu slogan muito marcante: “o chá que combate a ansiedade”.

No entanto, ela também é indicada para outros problemas de saúde, como o estresse, transtornos alimentares e até mesmo o tabagismo.

Embora a valeriana esteja se tornando cada vez mais conhecida no Brasil, sua origem não é da região sul-americana.

Pelo contrário, ela vem de longe, sendo nativa da Europa e da Ásia. Ao longo do texto, falaremos mais sobre seu uso medicinal e fitoterápico.

O que é Valeriana?

A valeriana, portanto, é uma planta cujo potencial medicinal e fitoterápico é bastante aproveitado.

Nativa da Europa e da Ásia, ela tem ganhado cada vez mais o mundo, sendo de particular popularidade na América do Norte, onde foi introduzida com muito sucesso.

Seu uso medicinal é bastante longínquo, vindo desde os antigos povos gregos e romanos.

Há registros de Hipócrates (grego conhecido como pai da medicina), Galeno (médico e filósofo romano) e de outros autores conhecidos que já a utilizavam.

Hoje em dia, a valeriana já é reconhecida até mesmo pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em virtude de seus benefícios.

Como curiosidade, também, o aminoácido valina foi assim nomeado em função da planta.

Para que serve

A valeriana tem alguns usos diversos. No entanto, os principais deles são reconhecidos por sua ação no sistema nervoso central.

Um deles, e ao qual já nos referimos, é o combate à ansiedade.

O extrato de valeriana, bem como o chá, porém, possuem também outra utilização muito famosa.

Eles combatem a insônia, justamente por seus efeitos calmantes. Além deste efeito ansiolítico e tranquilizante, acredita-se que a planta é anticonvulsivante.

Como tomar

Atualmente, são duas os modos preponderantes de se fazer uso da valeriana. Um deles é o mais tradicional, como nos tempos mais antigos, a partir do chá.

A outra opção é mais atual, a partir do extrato concentrado.

Chá de valeriana: basta ferver 1 litro de água, misturar uma colher de sobremesa de valeriana e deixar descansar por 10 minutos. Depois, coe e beba de 2 a 3 vezes ao dia.

Extrato de valeriana: de acordo com indicação médica. Uso padrão de 4 drágeas por dia (em 4 doses separadas ou todas juntas antes de dormir).

Para crianças, no máximo uma drágea por dia, de acordo com orientação médica.

Valeriana emagrece?

Um dos principais problemas que leva as pessoas a terem problemas com a balança é a ansiedade.

Sobretudo nos casos de transtornos alimentares, em que o paciente simplesmente não consegue se controlar.

A valeriana auxilia, então, a perder peso de modo indireto. Embora não tenha uma ação que faça o corpo queimar gordura, ela atua diretamente no sistema nervoso central, combatendo esta ansiedade que é nociva.

Ou seja, isto significa que, mesmo que não acelere o metabolismo nem seja diurética, por exemplo, a valeriana é sim útil em dietas.

Ela trata uma outra parte, muito importante, que é o fator psicológico e mental.

7 Benefícios

Os benefícios da utilização da valeriana são, portanto, conhecidos historicamente, como demonstram os documentos.

 Ainda que faltem estudos científicos que demonstrem parte deles, os pacientes garantem que os efeitos podem ser sentidos na prática.

1. Combate a ansiedade

O principal fator de contribuição da valeriana é auxiliar na diminuição da ansiedade. Ela faz isto ao atuar no sistema nervoso central, influenciando nos neurotransmissores.

2. Promove o sono de qualidade

Ao combater a ansiedade, surge um efeito correlato. Muitas pessoas têm problemas para dormir por conta da agitação. Assim, sendo um ansiolítico, a valeriana melhora a noite de sono.

3. Ajuda a emagrecer diminuindo os transtornos alimentares

Como dissemos antes, é comum a dificuldade em fazer uma dieta de sucesso estar relacionada a transtornos alimentares.

 Por ser tranquilizante, a valeriana auxilia neste caso também, uma vez que a ansiedade é um fator chave nestes transtornos.

4. Efeito anticonvulsivante

Acredita-se igualmente que esta planta possui, a partir de suas raízes e folhas, um efeito conhecido como anticonvulsivante.

 Na prática, quer dizer que ela pode ser utilizada como complementar para prevenir crises convulsivas e epilépticas.

5. Trata a hiperatividade

Cada vez mais crianças são diagnosticadas como hiperativas. Nestes casos, a utilização do chá ou das cápsulas, em quantidades abaixo daquelas receitadas aos adultos, podem ser utilizadas, de acordo com orientação médica.

6. Previne crises de doenças de origem psiquiátrica

Pacientes com doenças como transtorno bipolar, transtornos de humor em geral ou até mesmo transtorno obsessivo compulsivo (TOC), entre outros, têm na valeriana um aliado também.

 Entende-se que ela é útil como complementar aos tratamentos de doenças de cunho psiquiátrico.

7. Bom para diminuir os sintomas da TPM

Um último efeito da valeriana está um pouco mais distante daqueles anteriores, de origem na cabeça.

Este diz respeito às mulheres e aos incômodos sintomas da menstruação. O chá da planta é capaz de diminuir as cólicas e a TPM.

Indicações

A valeriana é indicada principalmente para as pessoas que possuem algum problema de saúde ligado a fatores como a ansiedade ou o estresse.

Ela possui um efeito calmante e ansiolítico, auxiliando nestes tratamentos.

Questões como transtornos alimentares, insônia ou depressão, por exemplo, podem ser complementados no tratamento com o uso da planta.

É importante apenas consumir nas doses indicadas, evitando o consumo excessivo.

Contraindicações

Por conta de seus efeitos tranquilizantes, a valeriana é contraindicada em alguns casos.

Além disso, ela pode também interagir com alguns medicamentos, portanto fique atento aos casos abaixo, os quais não devem fazer uso desta planta:

  • Antes de dirigir, operar máquinas ou ter qualquer atividade de risco;
  • Após consumir bebidas alcoólicas;
  • Gravidez e lactação;
  • Menores de 3 anos de idade;
  • Pacientes que utilizem algum medicamento depressor do sistema nervoso central (anestésicos, barbitúricos e benzodiazepínicos);
  • Pessoas com hipersensibilidade à substância.

Efeitos colaterais da Valeriana

Por alguns motivos, a valeriana pode causar efeitos adversos no organismo.

Eles acontecem, via de regra, quando utilizado acima da dose indicada ou quando feito por algum dos grupos contraindicados.

Caso aconteça um dos listados, procure um médico.

  • Alergias de contato;
  • Cansaço;
  • Diarreia;
  • Dilatação da pupila;
  • Dores de cabeça;
  • Dores na região do estômago;
  • Gases;
  • Problemas cardíacos;
  • Síndrome da abstinência;
  • Sonolência;
  • Tontura.