Entretenimento

POLÊMICA DA BOQUEIRA: Após repúdio da categoria, Gil Mendes tira menção a 'enfermeira' de música

POLÊMICA DA BOQUEIRA: Após repúdio da categoria, Gil Mendes tira menção a 'enfermeira' de música

A cantora Gil Mendes lançou uma música com a participação de Naiara Azevedo que resultou em uma repercussão negativa e uma nota de repúdio do Conselho de Enfermagem da Paraíba (Coren-PB). O motivo? A interpretação equivocada do termo “enfermeira” na canção “Boqueira”.

Gil Mendes, que também é digital influencer, chegou a chorar ao fazer um desabafo sobre o assunto. A artista afirmou que recebeu muitas ofensas e até ameaças. Ela chegou a chorar enquanto gravava o vídeo.

Após o episódio, a artista resolveu regravar o material que já estava em processo de produção e alterar a letra da canção. A palavra “Enfermeira” que gerou toda polêmica foi substituída por “Barraqueira”.

Entenda a Polêmica

Tudo começou com uma nota de repúdio publicada nos canais oficiais do Coren-PB contra a música “Boqueira”, da cantora Gil Mendes, que tem participação de Naiara.

Em um trecho, a canção diz: “O que eu quero é que ele pegue uma ‘boqueira’ e que a rapariga não seja enfermeira”. O contexto dá a entender que quem está cantando é uma mulher traída. Ela deseja uma ‘boqueira’ (termo usado para fazer referência a doença bucal) e que a pivô da traição não seja enfermeira, dando a entender que ele ficaria sem cuidados.

O trecho incomodou o Conselho regional da categoria, que resolveu se manifestar. O órgão diz que a música estaria associando os profissionais de enfermagem a “uma imagem pejorativa”. A nota diz ainda que a letra “reduz o trabalho realizado pelas enfermeiras, incitando o preconceito”.

Na própria publicação, alguns seguidores da página do Coren-PB concordaram com a nota. Já outros disseram que houve uma “má interpretação de texto” e que a letra não denigre imagem de nenhuma categoria.