Entretenimento

PANDEMIA: Ciro Gomes chora ao falar do risco do coronavírus; VEJA VÍDEO

PANDEMIA: Ciro Gomes chora ao falar do risco do coronavírus; VEJA VÍDEO

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) fez uma transmissão ao vivo neste sábado (21) para discutir a pandemia de Coronavírus. Ele justificou a sua experiência como gestor público para compartilhar seus conhecimentos sobre a questão.

Ciro ressaltou que a pandemia “é a mais grave crise de saúde pública da humanidade” e fez duras críticas ao governo federal, em especial ao presidente Jair Bolsonaro.

O ex-presidenciável pedetista cobrou de Bolsonaro as providências nas áreas econômicas para repercutir na área da saúde. “É preciso fazer isso com planejamento (hospitais de campanha). Não adianta colocar um doente sem aparelhos respiratórios e profissionais qualificados. Isso tem que ser feito para ontem”, recomendou.

Ciro Gomes tirou dúvidas de seguidores em suas redes sociais e ressaltou “fiquem em casa”.

Confira alguns trechos da live de Ciro Gomes:

“É a mais grave crise de saúde pública da humanidade”. “Eu quero evitar uma crítica mais dura, mas considero Bolsonaro o presidente mais despreparado do Brasil”, disse. “A responsabilidade política (do Brasil) para essa tragédia está dada”, disse o ex-governador.

“(No Ceará) Estamos importando reagentes para teste, preparando aparelhos respiratórios, estamos nos preparando (para o coronavírus). O Estado conta com 84 casos de Covid-19, de acordo com dados deste sábado, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). “Vamos agir, aqui no Ceará, a gente não vai esperar por Bolsonaro”, incentivou Ciro. Ele destacou as medidas adotadas pelo governador Camilo Santana e o prefeito Roberto Cláudio.

“Aqui no Ceará todo mundo está entendendo a crise. Eu enfrentei colapso de água na época em que era prefeito de Fortaleza. Lembro da crise da dengue, da cólera, pedi a Collor e ele ajudou o Ceará. Eu nunca ouvi falar do que está acontecendo no Brasil com o Bolsonaro”, criticou Ciro.

“A bolsa brasileira foi a que mais caiu. É uma mentira grosseira (sobre a projeção do PIB de 0,02%). O crescimento no Brasil está parado”, disse. Para o ex-presidenciável, a economia brasileira não tende a crescer como projetado.

“É um disparate de um homem que não está percebendo o que está acontecendo no Brasil. Isso está acontecendo porque o presidente da República não achou necessário nenhuma reunião com os governadores”, criticou a Medida Provisória do Governo Federal que restringe os decretos estaduais em confronto à Covid-19. “Vamos cumprir o isolamento social, fique em casa. Vai acontecer o colapso da rede pública de saúde. Temos que se unir. O Brasil tem tudo para resolver e sair mais forte disso”, destacou Ciro Gomes.