Entretenimento

CARUARU ou CAMPINA?: O Polêmica Paraíba analisa a estrutura e o esquema de segurança das duas festas

CARUARU ou CAMPINA?: O Polêmica Paraíba analisa a estrutura e o esquema de segurança das duas festas

Festas muito tradicionais no calendário cultural nordestino Caruaru e Campina Grande investiram pesadamente para atraírem o público para  os festejos das duas cidades e assim conseguirem se reforçar na disputa travada pelas duas de Maior São João do Mundo. Além das estruturas físicas  montadas, um fator que o poder público buscou reforçar em 2019 foi a segurança oferecida as pessoas presentes nas duas cidades, para garantir que todos os presentes se sintam bem acomodados nas duas maiores praças de festejos juninos.

Em Caruaru a prefeitura da cidade e o governo estadual de Pernambuco reuniram 27 segmentos das forças de segurança pública específicos que atuam no evento. Já em Campina Grande, além da cooperação entre as forças de segurança pública fornecidos pela prefeitura e pelo governo estadual, foram instaladas 150 novas câmeras de vigilância para garantir uma boa cobertura digitalizada do Parque do Povo. Apesar das estratégias diferenciadas aplicadas pelas duas gestões, o Polêmica Paraíba esteve presente em ambas as festas e notou que os espaços passam uma grande sensação de segurança para os presentes.

Em questão de infraestrutura as duas cidades possuem também estratégias muito diferentes para recepcionar os forrozeiros que escolherem por uma delas, enquanto Campina Grande aposta em uma festa mais centralizada no Parque do Povo com uma cidade cenográfica, com réplicas de prédios históricos como: Cassino El Dorado, Correios e Telégrafos, Vila Nova da Rainha, Cine Capitólio e Catedral de Nossa Senhora da Conceição. Três palcos, sendo um principal para grandes shows, outro na Pirâmide e um terceiro para apresentações culturais na parte de baixo da área. Além disso, são montadas as palhoças que recebem trios de forró pé-de-serra. No local, o visitante ainda tem barracas, bares e quiosques, com vendas de comidas típicas e bebidas.

Já Caruaru por sua vez aposta em um São João mais descentralizado com estruturas montadas através dos 12 polos que estão distribuídos pela zona rural do município. As noites de São João da cidade também apresentam um conjunto de apresentações artísticas diferentes das convencionalmente esperadas para a época como apresentações de viola e jazz no monte Bom Jesus. A identidade visual do São João de Caruaru 2019 conta com a participação xilogravador J. Borges, que produziu quatro obras exclusivas para esta finalidade. Elas retratam a Feira de Caruaru, o Monte Bom Jesus e uma banda de pífanos.

Na visão do Polêmica Paraíba a estrutura de Campina Grande faz jus ao nome que a festa recebeu desde o seu nascimento apresentando uma estrutura mais grandiosa e com maior variedade de serviços para o turista como a grande presença de restaurantes para o turista que decide ir para lá. Já caruaru apesar de oferecer apenas barracas temáticas ao invés de restaurantes instalados junto a estrutura organizada, os alimentos lá vendidos possuem preços mais módicos para todas as faixas de turista que estiver aproveitando a festa. O grande diferencial de Campina Grande que faz a cidade destacar-se na disputa com Caruaru é a grande quantidade de atrações culturais alheia a festa oferecidas por Campina Grande como: a Vila São João, o Trem do Forró, a Vila do Artesão e o Memorial do Maior São João do Mundo.

Esta é a segunda de uma série de três matérias do Polêmica Paraíba sobre os principais eventos juninos da região. As próximas cidades em que a equipe do portal esteve presente e que serão avaliadas são: Gravatá e Bananeiras.

Fonte: Polêmica Paraíba

Créditos: Polêmica Paraíba