Entretenimento

Carnaval pelo Brasil | RJ: Crivella adota medidas para evitar tumulto em blocos

Carnaval pelo Brasil | RJ: Crivella adota medidas para evitar tumulto em blocos

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), apresentou, nesta sexta-feira (17), as medidas tomadas pelo poder público para evitar confusão nos megablocos do Carnaval carioca. Com uma hora e meia de atraso, Crivella anunciou à imprensa e as associações de moradores presentes que os grandes blocos da zona sul passarão a desfilar no horário de 7h ao meio-dia, no mesmo horário dos megablocos do centro, na reunião no Palácio da Cidade.

"Pedimos para que os grandes blocos da Zona Sul do Rio de Janeiro desfilem no mesmo horário dos megablocos do centro, para que não haja migração de público... Espero que dê certo, porque Carnaval é orgânico. É um evento aberto ao público, sem roleta", declarou Marcelo Alves, diretor da Riotur.

Ao ser questionado se algo poderia ter sido feito para evitar o que aconteceu no Bloco da Favorita, no último domingo (12), na Praia de Copacabana, o prefeito avaliou que uma decisão diferente poderia ter sido tomada.

"Se tem uma questão que poderia ser aprimorada é a abertura da rua. Acho que quando tem muita gente na rua, tem que adiar a abertura para evitar confusão. Mas aí cria problema com os moradores", ponderou Crivella.

"Ao que aconteceu domingo, lamento, mas tudo foi tudo muito planejado. O que aconteceu na dispersão foi lamentável", completou Marcelo Alves.

O presidente da Riotur se vê otimista com a folia e afirmou que as imagens vistas na última semana não influenciaram negativamente no turismo.

"Não tenho dúvida de que teremos o melhor Carnaval de todos os tempos. Acabei de receber a notícia de que a rede hoteleira está com 100% de ocupação", comemorou.

Ao todo serão sete megablocos no Centro. Copacabana não receberá mais nenhum bloco. Os demais blocos da zona sul não considerados megablocos, com menos de 300 mil pessoas, acontecerão normalmente.