Entretenimento

Bloco em São Paulo | Atriz Zezé Motta canta samba de João Nogueira no bloco Ilú Obá De Min

Bloco em São Paulo | Atriz Zezé Motta canta samba de João Nogueira no bloco Ilú Obá De Min

Por volta das 19h, as 100 instrumentistas do Bloco Pagu deram espaço aos Orixás de pernas de pau do Ilú Obá De Min, bloco que celebra a cultura afro, durante o Cortejo Modernista que deu início ao pré-carnaval no Centro de São Paulo na noite deste sábado, 25 de janeiro.

No trio elétrico, Zezé Motta contou a história da igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, onde havia um cemitério de negros e um batuque noturno que logo foi proibido pelas autoridades.

Em seguida, entoou à capella o samba "Minha Missão", de João Nogueira e Paulo César Pinheiro, eternizado na voz de Clara Nunes. A interpretação levou os foliões às lágrimas.

"Canto para amenizar a noite / Canto pra denunciar o açoite / Canto também contra a tirania", diziam os versos.

Entusiasmado pela luta

Vestindo terno e chapéu brancos no figurino de Mário de Andrade, Pascoal da Conceição trazia nas mãos um buquê de margaridas. "São para a Anita Malfatti, mas também para a Pagu e, claro, para a Zezé Motta", disse, emocionado, após a apresentação da cantora.

Curtindo o desfile do Ilú Obá de Min, o ator afirmou que a performance de hoje foi um ensaio para viver o escritor de Macunaíma em 2022, nas comemorações do centenário da Semana de Arte Moderna.

"Acredito que a Semana de Arte Moderna de 1922 foi o momento mais importante para a cultura de São Paulo, para a cultura do Brasil e do mundo", disse o ator.

"Num momento em que a cultura se faz tão necessária como o pão nosso de cada dia, eu me sinto dentro da luta, me sinto entusiasmado pela luta", encerrou o ator, entregando as margaridas a Zezé.