Entretenimento

2ª da noite a desfilar | Colorado do Brás mostra que veio para ficar com desfile sobre Dom Sebastião

2ª da noite a desfilar | Colorado do Brás mostra que veio para ficar com desfile sobre Dom Sebastião

A chuva que caía no Anhembi na madrugada deste domingo não atrapalhou o pique da Colorado do Brás, segunda escola a desfilar no segundo dia de desfiles no Carnaval paulistano. A agremiação, que está há pouco tempo no Grupo Especial, empolgou com carros alegóricos de grande porte e um desfile marcado pela religiosidade.

A escola aposta no samba-enredo "Que Rei Sou eu?", que conta a história de Dom Sebastião, rei de Portugal entre 1557 a 1578, passando pelos mistérios, lutas, lendas, crenças e outros fatos de sua vida. A religião ganhou grande espaço no desfile, já que o monarca, antes de seu misterioso desaparecimento, lutou contra os mouros em nome do cristianismo.

Imagens de Jesus, Nossa Senhora e santos apareceram várias vezes em fantasias e alegorias, e a Colorado também trouxe alas dedicadas ao cristianismo e ao Vaticano. As bruxas queimadas na fogueira da Inquisição o também foram lembradas

As alegorias grandes, com movimento e bem-acabadas, especialmente para uma escola recém-chegada ao Grupo Especial, chamaram a atenção do público. O maior destaque foi o abre alas, que trazia dois carros acoplados. Entre o público, o comentário era que a Colorado veio para ficar.

A escola percorreu o Anhembi com tranquilidade e completou o desfile sem sobressaltos. Ao fim, o presidente Antônio Carlos Borges (Ka) elogio ou o carnavalesco Leonardo Catta Preta, que está há cinco anos com a escola. "Ele é ambicioso, visionário. Juntamos a fome com a vontade de comer. Somos muito parecidos. E a comunidade abraçou a causa", disse Ka.

Família de rainhas e madrinha trans

Camila Prins é a primeira rainha da bateria trans do Grupo Especial - Simon Plestenjak/UOL
Camila Prins é a primeira rainha da bateria trans do Grupo Especial
Imagem: Simon Plestenjak/UOL

A corte à frente dos ritmistas da Colorado veio família. A rainha de bateria Muriel Quixaba, de 35 anos, desfilou pela segunda vez ao lado da filha, a rainha mirim Izabelly Quixaba, de 10.

A agremiação ainda tornou-se a primeira a ter uma madrinha de bateria transexual no Grupo Especial, com a modelo Camila Prins. Ao UOL, Camila se disse orgulhosa por poder representar a comunidade LGBT no desfile.

A Colorado entrou após a Pérola Negra e será seguida pela Gaviões da Fiel. Também desfilam hoje Mocidade Alegre, Águia de Ouro, Vila Maria e Rosas de Ouro.

Que Rei Sou eu?

Compositores: Márcio Pessi, Evandro Bocão, Moisés Santiago, Edson Dafféh, Marcelo Valença e André Diniz
Intérprete: Chitão Martins

O luar do Maranhão clareia
Meu samba na veia
O sonho só começou
Meu povo querendo mais
Eu sou Colorado do Brás

Se cada um escreve seu destino?
O meu foi conduzido pelo Criador
Um órfão, um guerreiro, um menino
"O escolhido", que rei eu sou?
"No clamor desejado", capitão de Deus
Herdeiro esperado por toda nação
De nobres e plebeus
Ao santo flechado, mais que devoção?
Meu nome virou uma lenda
A Coroa me fez Dom Sebastião

Pode acreditar? louco eu não sou
Missionário sonhador...
Marejado na retina
Consagrado? luz divina
Abençoado? fiel desbravador

Lá no Marrocos, segui a minha missão
Sumi do mapa, ficou a interrogação
Por onde está nossa alteza?
Na Índia ou habitando mosteiro
Preso, misterioso em Veneza
É o povo em busca do meu paradeiro?
Mas, a realidade é que sempre estive aqui

No Belo Monte ou na Praia dos Lençóis
A alegria do Brasil eu descobri
É o presente que há em cada um de nós
E o touro encantado é minha magia
Vermelho e branco, encantaria Numa só voz?

*Colaborou Soraia Gama