Educação

Trotes solidários integram calouros, veteranos e comunidade

Trotes solidários integram calouros, veteranos e comunidade

Universidades promovem, além da diversão, a solidariedade na chegada dos novos alunos. O trote, que em outros tempos ganhavam as manchetes pela violência, agora se destacam pelas ações sociais e estratégias de inclusão dos calouros.

A USP (Universidade de São Paulo), por exemplo, iniciou na segunda-feira (17) a Semana de Recepção em seus oito campi no Estado. Com o tema "Você faz parte de tudo isso", a programação envolve palestras, bate-papos com veteranos e professores, além de ações culturais e recreativas.

Já a Unicamp (Universide Estadual de Campinas) traz para o trote temas da Agenda 2030 da ONU (Organização das Nações Unidas). Os novos estudantes são convidados a plantar árvores e contam com o apoio dos veteranos.

O trote solidário não é uma iniciativa exclusiva das instituições públicas. A Universidade São Judas promove há três anos a coleta de alimentos não-perecíveis para distribuição. Este ano, decidiram inovar.

Segundo Tamires de Moraes, diretora de Redes Sociais da Liga das Atléticas da São Judas, os jovens alunos devem produzir marmitas com os alimentos arrecadados. A comida é distribuída para moradores de rua.

Na Universidade Anhembi Morumbi, que realizará arrecadação de materiais escolares durante o mês de fevereiro e de março, além de uma gincana para arrecadação de alimentos.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Karla Dunder