Educação

Tipos de dissertação: argumentativa e expositiva

Tipos de dissertação: argumentativa e expositiva

A redação ENEM tem como tipo textual o dissertativo argumentativo. No entanto, muitos estudantes não se atentam a esse fato e acabam perdendo ponto na hora de produzir uma redação modelo ENEM. Pensando nisso, o QG elaborou uma matéria com as principais diferenças entre os tipos de dissertação: o texto dissertativo argumentativo e o dissertativo expositivo. Confira!

Embora o gênero textual pedido pelo ENEM seja dissertativo argumentativo, é muito comum que os estudantes adotem o texto dissertativo expositivo por falta de atenção. No entanto, ter domínio das principais características desses dois gêneros pode auxiliar a não errar mais.

O QUE É UM TEXTO DISSERTATIVO? 

O texto dissertativo nada mais é que um texto opinativo. Nele, expomos nossa opinião ou nosso posicionamento sobre um determinado tema.

Desse modo, sua estrutura é composta de:

Uma introdução com uma tese, em que colocamos previamente nosso posicionamento e o que vai ser discutido ao longo do texto; Um desenvolvimento, como o próprio nome já diz, em que desenrolamos a nossa argumentação; Uma conclusão, em que fechamos nossas ideias e concluímos o que pensamos a respeito do tema.

DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA 

A principal característica de uma dissertação argumentativa é a defesa do ponto de vista do autor sobre um determinado tema. Isso faz com que o objetivo central desse tipo de texto seja o convencimento. Observe:

“Não faz sentido classificar países em desenvolvidos, emergentes ou subdesenvolvidos. Essa denominação traz em si a ideia de que, qualquer relação que essas noções estabeleçam entre si, seja marcada pelo desequilíbrio. Embora essa assimetria exista, ela não pode servir de pretexto para sua continuidade. Dito de outro modo, o uso desses termos acaba por criar uma inércia nos países mais pobres e um abismo ainda maior entre eles.”

Perceba que apesar de não ser escrito em primeira pessoa, o parágrafo acima além de possuir expressões que demonstram opinião, como “não faz sentido” “não pode servir de pretexto”, possui muitos termos responsáveis por caracterizar como “desequilíbrio”, “assimetria”, “inércia” e “abismo”. Assim, o conjunto desses elementos constrói uma defesa sólida de um determinado ponto de vista.

DISSERTAÇÃO EXPOSITIVA

Diferente da dissertação argumentativa, a dissertação expositiva tem como principal característica a apresentação de informações, sem ter o intuito de convencer o leitor. Assim, o objetivo central desse tipo de texto é apenas informar, sem assumir uma posição em relação ao tema. Observe:

“Países mais avançados, tanto economicamente quanto politicamente, são denominados desenvolvidos ou de Primeiro Mundo. Os critérios de avaliação deles são dados segundo várias vertentes, entre elas: o Produto Interno Bruto (PIB) per capita, o nível de industrialização, a situação econômica e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).”

Perceba que na construção desse parágrafo há termos que conceitualizam um elemento, há nomes próprios e dados. Tudo isso em conjunto promove um caráter mais informativo e objetivo ao texto, sem haver necessidade de expor um ponto de vista.

Por fim, não se esqueça que ainda dá tempo de estudar para o ENEM e garantir o 1000 na redação! Conheça nossos novos planos clicando aqui.

O post Tipos de dissertação: argumentativa e expositiva apareceu primeiro em Blog do QG do Enem.