Educação

Sisu 2020: Instabilidade e lentidão marcam primeiro dia de inscrições

Sisu 2020: Instabilidade e lentidão marcam primeiro dia de inscrições

O primeiro dia de inscrições para o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) foi marcado por relatos de lentidão, ansiedade e reclamações de estudantes de várias regiões do Brasil. O assunto ficou entre os mais comentados no Twitter ao longo desta terça-feira (21). O Ministério da Educação, que chegou a negar problemas com a plataforma de inscrição durante a manhã, no início da tarde confirmou a instabilidade por meio de nota divulgada pela assessoria de imprensa da pasta.

Logo nas primeiras horas do dia, candidatos relataram por meio das redes sociais que não estavam conseguindo acessar o sistema. As publicações indicavam a recorrência de uma mensagem informando o encerramento das inscrições. Em outros casos descritos ao longo da tarde, alguns estudantes também apontaram a ausência de alguns campos para a inclusão de dados.

Ainda durante o período da manhã, pouco antes de uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro, o ministro da educação, Abraham Weintraub, publicou um vídeo um seu perfil no Twitter com o objetivo de tranquilizar os candidatos. “O Sisu está funcionando normalmente. Já temos quase 500 mil inscrições”, disse.

Na mesma publicação, o ministro também ressaltou que as inscrições vão até domingo (26). O prazo, que acabaria na sexta-feira (24), foi estendido por conta de problemas na correção do Enem que, de acordo com a pasta, teria afetou cerca de 6 mil participantes do processo de seleção.

No início da tarde, entretanto, o Ministério da Educação, por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa, confirmou que as inscrições no Sisu enfrentam lentidão. De acordo com informações da Agência Brasil, o comunicado diz ainda que a “instabilidade ocorre devido ao grande número de acessos e que o serviço deve ser normalizado em breve”.

Além dos problemas com as inscrições, estudantes também compartilharam na rede social a ansiedade e apreensão com o processo de seleção. Ao todo, são oferecidas 237 mil vagas em 128 universidades federais. As inscrições vão de 21 a 28 de janeiro.