Educação

ProUni abre nesta terça inscrições para 169 mil bolsas

ProUni abre nesta terça inscrições para 169 mil bolsas

Abrem nesta terça-feira, 11, as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) do segundo semestre de 2019. São 169.226 bolsas em instituições privadas de ensino superior. Um quarto das vagas oferecidas é na modalidade a distância. O programa tem bolsas integrais e parciais (de 50%).

Das 68.087 bolsas integrais, 51% são na modalidade a distância. Para as 68.087 bolsas parciais, apenas 7% são a distância.

Pelo ProUni, estudantes conseguem bolsas do governo federal em faculdades e universidades privadas. As instituições reservam para o programa um percentual fixo de cursos, divididos por carreiras e modalidades, em troca de isenção fiscal.

Os números foram divulgados nesta segunda, 10, pelo Ministério da Educação (MEC). Segundo dirigentes da pasta, o percentual de bolsas nas modalidades a distância seria reflexo da grande oferta em cursos a distância por parte das instituições.

O secretário-executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel, defende que o EaD é uma modalidade permitida pela legislação e tem a sua forma de ser avaliada. “Hoje a gente não pode desprezar uma tecnologia que está disponível e é utilizada pelo mundo todo. Não cabe aqui a gente dizer se é melhor ou pior. Existe sua avaliação própria”. disse, em entrevista coletiva. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, não participou.

Podem se inscrever participantes da última edição do Enem que tiveram nota mínima média de 450 pontos e não terem zerado na redação. Também é necessário comprovar baixa renda.

Para concorrer a bolsas integrais, os candidatos precisam ter renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. As parciais são reservadas para quem têm renda de até três salários mínimos por pessoa.

O total de 169.226 bolsas é dividido em 33.830 cursos em 1.100 instituições privadas de ensino superior. Os cursos com mais vagas neste semestre são os de administração (17.004), pedagogia (13,387) e ciências contábeis (10.817).

As inscrições do ProUni vão até as 23h59 do dia 14 de junho de 2019. O resultado da primeiro chamada sai no dia 18 de junho.

O MEC também divulgou a primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona alunos para instituições públicas de ensino. O sistema registrou neste segundo semestre 640 mil inscritos, 25,9% superior ao mesmo período de 2018.

O Sisu também é voltado para quem fez o Enem.

Os cursos mais concorridos desta edição são medicina, com 169.711 inscrições para 1.446 vagas, uma relação de 117,37 inscrições por vaga. O curso foi seguido por direito, com 64.933 inscrições para 1.459 vagas (44,51 por 1); e por administração, com 60.156 inscrições para 1.996 vagas (30,14 por vaga).

Já a maior nota de corte da edição foi do curso de direito da Universidade Federal Fluminense (UFF), campus Aterrado, com 838,68 pontos. O número é o para a ampla concorrência.

Em seguida, está o curso de engenharia química da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), pela lei de cotas, com 837,5 e o curso de direito da Universidade Federal Fluminense (UFF), campus Aterrado, também pela lei de cotas, com 825,41.

Pela lei, 50% das vagas das universidades federais e das instituições federais de ensino técnico de nível médio devem ser reservadas a estudantes de escolas públicas. Dentro da lei, há a reserva de vagas para pretos, pardos e indígenas, de acordo com a porcentagem dessas populações nas unidades federativas.

Já ouviu o podcast “Funcionário da Semana”, que conta a trajetória de autoridades brasileiras? Dê “play” abaixo para ouvir a história, os atos e as polêmicas do ministro da Educação, Abraham Weintraub, quando ele assumiu o cargo. Confira também os outros episódios aqui.

Últimas notícias