Educação

Pós-graduação: como saber a hora certa de fazer uma especialização

Pós-graduação: como saber a hora certa de fazer uma especialização

Spoiler: não existe hora exata para se começar uma pós-graduação. Cada caso é um caso e fazer gestão de carreira pode ser mais complexo do que parece. A boa notícia é que há sempre uma saída quando se fala de especialização. Basta analisar alguns pontos fundamentais para encontrar o curso certo na hora certa.

Primeiro, é necessário avaliar o seu momento atual. Se terminou recentemente uma graduação, o mais provável é que busque algo na mesma linha de conhecimento. Quem está há algum tempo longe da universidade pode aproveitar os anos a mais de experiência de mercado para ponderar se chegou a hora de mudar de rumo ou se a atualização é o caminho mais lógico.

“A vontade de realizar uma pós-graduação na minha área surgiu seis anos depois da faculdade”, conta a designer de interiores Luciana Mizuta, que cursou a especialização no Senac.

As dúvidas mais comuns dizem respeito diretamente ao impacto que a realização de uma pós-graduação terá no currículo profissional. O curso que eu quero tem aderência no mercado? Vou conseguir uma progressão salarial imediata? Vale a pena seguir meu caminho em exatas ou devo migrar para humanas?

Como explica a coordenadora da pós-graduação do Senac Juliana da Cunha, “a procura dos alunos é significativa tanto em áreas de maior concentração, de cursos do portfólio como gestão e negócios, tecnologia da informação e saúde, como nas demais áreas”. Portanto, a melhor estratégia é avaliar que sentido o curso pode fazer para seu plano de carreira.

Diferencial no currículo

Os recém-graduados devem começar pesquisando o segmento para o qual se capacitaram. Muitas vezes, ganhar experiência no dia a dia da profissão é mais vantajoso do que investir em mais teoria em vez de colocar o conhecimento em prática. Por outro lado, quanto maior a bagagem cultural e técnica, maiores as chances de iniciar com salários acima da média. Para Luciana Mizuta, fez toda a diferença: “A pós-graduação me incentivou a procurar o meu espaço, a minha identidade e abriu o leque de possibilidades para minha atuação como profissional”.

Aqueles que optaram por ganhar experiência profissional antes de ingressar em uma pós devem avaliar o tamanho do intervalo entre a graduação e uma especialização. Três a cinco anos é tempo mais do que suficiente para voltar à sala de aula em busca de aperfeiçoamento profissional e atualização sobre mercado e novas tecnologias. Também é o momento de identificar se a rota escolhida previamente continua atrativa do ponto de vista de desenvolvimento e realização pessoal. Mas não tem que virar uma regra.

Curso certo na hora certa

Tudo depende do tempo disponível para fazer esse investimento, no início ou ao longo da carreira. Quanto ao leque de opções, os cursos de especialização do Senac oferecem programas diversos para os mais variados perfis, entre os quais destacam-se:

- Arquitetura e urbanismo;
- Comunicação e artes;
- Desenvolvimento Social;
- Design;
- Educação;
- Eventos e lazer;
- Gastronomia e alimentação;
- Hotelaria e turismo;
- Gestão e negócios;
- Meio Ambiente, segurança e saúde no trabalho;
- Moda;
- Odontologia;
- Saúde e bem-estar;
- Tecnologia da informação.

Eles são ofertados em 14 unidades do Estado de São Paulo e mais 3 campi universitários. Para se inscrever, é só acessar o portal do Senac. As inscrições para o primeiro semestre de 2020 estão abertas até 28 de fevereiro.