Educação

Fundo da Educação deve ter reformulação total em contratos terceirizados

Fundo da Educação deve ter reformulação total em contratos terceirizados

Uma ampla reformulação nos contratos terceirizados do bilionário Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), ligado ao Ministério da Educação, é esperada para os próximos dias.

O fundo, que está sob o comando de um ex-chefe de gabinete de Ciro Nogueira, cacique do Centrão, tem orçamento anual de mais de 50 bilhões de reais. Fontes ouvidas pelo Radar afirmam que a mudança deve levar a uma redução considerável na quantidade de contratados. A atual empresa responsável pelos terceirizados é a Servegel.

ASSINE VEJA

A nova Guerra Fria Na edição desta semana: como a disputa entre Estados Unidos e China pode ser vantajosa para o Brasil. E mais: ‘Estou vivendo o inferno’, diz Marcelo Odebrecht
Clique e Assine

Entre os motivos listados para a reforma estão uma auditoria da Controladoria-Geral da União que questionou a métrica do serviço terceirizado e a pandemia, que mexeu na logística do trabalho, além, claro, da necessidade de atender às indicações políticas.