Educação

Falha de segurança no Encceja provoca exoneração de servidores do Inep

Falha de segurança no Encceja provoca exoneração de servidores do Inep

Uma falha de segurança na preparação para o Exame Nacional de Certificação e Competências de Jovens e Adultos (Encceja) resultou na exoneração de dois servidores com cargos comissionados no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), segundo informou, nesta terça-feira 21, o presidente do órgão, Alexandre Lopes.

Lopes salientou que, apesar do incidente, o cronograma original para o exame será mantido, com inscrições abertas até 31 de maio. Mais de 700 mil pessoas já se inscreveram para realizar a prova que oferece certificados de ensino a jovens e adultos que não puderam concluir seus estudos na idade apropriada.

Interessados com mais de 15 anos podem aplicar para receber um diploma equivalente ao Ensino Fundamental e maiores de 18 podem requisitar uma certificação para o Ensino Médio.

“Queremos tranquilizar as pessoas que estão se inscrevendo”, declarou Lopes após informar as exonerações.

De acordo com o Inep, a falha de segurança ocorreu na entrega das provas para uma gráfica, em São Paulo. Um servidor, que viajou de Brasília para realizar a operação, esqueceu a senha de um cofre onde estavam guardados exames e ligou para um superior, que passou o dado por telefone. O procedimento correto seria gravar outra senha.

A quebra de protocolo causou o afastamento dos servidores, mas o órgão afirma que o exame ainda poderá ser realizado, indicando que não houve vazamento.

As provas serão aplicadas em 611 municípios do país, no dia 25 de agosto, pela manhã e à tarde. Inscrições podem ser realizadas no site oficial.