Educação

Alvo de ataques por 'youtuber', UFF pede que comunidade denuncie

Alvo de ataques por 'youtuber', UFF pede que comunidade denuncie

Vejam a que ponto chegou o debate envolvendo as universidades públicas no país. Em nota divulgada nesta quinta-feira, a Universidade Federal Fluminense (UFF) recomendou que seus professores, técnicos-administrativos e estudantes denunciem episódios de assédio moral na Ouvidoria.

A recomendação foi feita após uma confusão envolvendo um ‘youtuber’ e uma estudante da universidade que não teria se deixado filmar por ele. O caso foi parar na delegacia. O homem, dono de um canal popular na rede social, cuja tônica preferencial dos vídeos é o ataque à educação superior pública.

A UFF fala, na nota, em “práticas de perseguição, assédio, coação e difamação” que “revelam o caráter autoritário de campanhas de desinformação para finalidades escusas de promoção pessoal pelo ataque à educação superior pública”.

A instituição também afirma que irá acionar a Procuradoria Federal para avaliar possíveis ações jurídicas contra o que chama de “prática de perseguição e assédio de nossos estudantes e da instituição”.