Economia

OCDE reduz previsão de crescimento global ao menor nível em dez anos

OCDE reduz previsão de crescimento global ao menor nível em dez anos

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) reduziu suas estimativas de crescimento econômico global para 2019 e 2020. Se concretizadas as previsões, será o menor patamar desde a crise financeira global, em 2008. Segundo a entidade, os principais motivos para o fraco desempenho em todo o mundo são as consequências da disputa comercial entre China e Estados Unidos, e do Brexit.

De acordo com a OCDE, o crescimento mundial ficará abaixo de 3% este ano, a 2,9%, o que representa 0,3 pontos percentuais a menos que a última previsão, de maio. Já em 2020, deve alcançar 3% (- 0,4 p,p frente as últimas estimativas), anunciou a organização. Segundo a entidade, que revisa seus dados quatro vezes ao ano, este será o menor crescimento mundial “desde a crise financeira, com riscos que continuam aumentando”, informou, em relatório.

Para a organização, entre os principais motivos para a desaceleração está a incerteza provocada pela guerra comercial. “A escalada nos conflitos comerciais está segurando a confiança com a economia e os investimentos, além de gerar incerteza política, agravar os riscos nos mercados financeiros e ameaçar o crescimento em todo o mundo”. A OCDE também cita o Brexit e o endividamento privado como justificativas para sua revisão de expansão econômica global.

O cenário deve impactar de forma mais intensa as economias emergentes, afetadas pela desaceleração da China e a queda de suas exportações de matérias-primas. A estimativa de crescimento para o Brasil foi revista de 1,4% para 0,8%, em 2019 – no começo do ano alcançou 1,9% – e em 2020, de 2,3% para 1,7%. Outro país que teve forte reajuste na projeção foi a Índia, que viu a estimativa de seu crescimento sair de 6,2% para 5,9%, em 2019, e de 7,4% para 6,3% em 2020.

A zona do euro também deve ser bastante atingida, segundo a OCDE. O crescimento deve ser em torno de 1% em 2019. A última estimativa era de 1,2%. Para o ano que vem, a previsão caiu de 1,4% para 1%.

Na comparação com 2018, as principais econômicas do mundo devem desacelerar. Os Estados Unidos que cresceram 2,9% no ano anterior, devem crescer 2,4% em 2019 e 2% em 2020. A China segue o mesmo caminho: Expandiu 6,6% em 2018, deve crescer 6,1% este ano e 5,7% no ano que vem.

(Com AFP)