Economia

'Clube de vantagens' de Guedes abre nova guerra do governo com sindicatos

'Clube de vantagens' de Guedes abre nova guerra do governo com sindicatos

O governo prepara uma medida que deve abrir nova guerra com sindicatos e associações de servidores públicos.

Paulo Guedes lançou no fim de agosto um edital para contratar uma empresa que irá montar uma espécie de clube de vantagens para o servidor.

Os benefícios, atualmente, são operados por empresas contratadas diretamente pelas entidades representativas.

A empresa que ganhar poderá divulgar propaganda, via máquina pública, a 1,2 milhão de servidores, que movimentam um PIB de mais de 300 bilhões de reais por ano.

Para os sindicatos e entidades, na prática, será o fim da concorrência no segmento e, sem este filão, ficam definitivamente sem alternativa de financiamento as entidades representativas.

A Federação Nacional dos Policiais Federais, por exemplo, enviou carta à coordenadora-geral de Previdência e Benefícios, Fernanda Godoy, alertando que a coisa não vai prestar:

“Todas as Entidades de Classe, em todas as carreiras, ligadas à Polícia Federal possuem algum tipo de sistema de benefício/vantagens, prestados por diferentes empresas. Isso posto, é nítido que existe uma similaridade entre os sistemas das diferentes empresas prestadoras: todas precisam de algum tipo de dado de validação”, registra o documento.