Economia

Burger King usa mensagens de haters em campanha contra o preconceito

Burger King usa mensagens de haters em campanha contra o preconceito

Rede mostra frases reais de ódio postadas nas redes sociais (YouTube/Reprodução)

“Odeio Burger King, mas odeio mesmo. Só o cheiro enjoa.” A frase postada por odiadores da marca nas redes sociais faz parte da nova campanha do Burger King contra o preconceito, que estreia hoje.

O objetivo da campanha #SaibaADiferença é mostrar que opinião não é a mesma coisa que preconceito. A primeira postagem contra o Burger King é classificada como opinião. E outra que sobre ódio aos negros é categorizada como preconceito. Por fim, a campanha finaliza: ‘Opiniões são sempre bem-vindas, preconceito não.”

Com essa campanha, o Burger King mantém a estratégia de fazer filmes polêmicos e antenados com temas da atualidade. No primeiro turno eleitoral, a rede fez um filme contra o voto em branco. Agora, o objetivo é mostrar que não tem medo de expor as críticas que recebe nas redes sociais, pois são apenas opiniões, sejam elas positivas ou negativas.

“Como marca, o Burger King entende que tem um papel importante de conscientização. Este é um assunto sério e que, infelizmente, ainda precisa ser conversado. […] Aceitamos críticas, mas não aceitamos nenhuma forma de preconceito”, diz em nota Ariel Grunkraut, diretor de marketing e vendas do Burger King Brasil.

Dados do Ibope Inteligência mostram que 7 em cada 10 brasileiros já fizeram comentários preconceituosos. Dos 83% que se declaram não preconceituosos, 72% já fizeram algum comentário ofensivo. “Esses números reforçam o objetivo da nossa campanha que é o de continuar buscando uma maior conscientização das pessoas e o apoio a diversidade”, diz o executivo.